Terça-feira, 24 de Março de 2009

Villa Romana de Frielas

          O nosso concelho integra alguns pontos arqueológicos, entre eles a Villa Romana de Frielas, localizada na várzea de Loures, que é assim chamada por se encontrar numa localidade com o mesmo nome.

         A Villa romana de Frielas integrava o território da cidade de Olisipo  Lisboa), o qual seria ocupado por grandes explorações agropecuárias (villa) e  opulação modesta. A cerca de 2 km, na Ponte de Frielas, passaria a via Romana que ligava Olisipo a Conímbriga, garantindo assim o escoamento dos produtos agrícolas.
         As suas terras eram férteis devido à proximidade com o rio Trancão, que permitia também a navegabilidade, o abastecimento de água, a actividade piscícola e a exploração de sal.
         As estruturas que se mantiveram até à actualidade indicam que a vila terá funcionado desde o séc. IV d.C. até um período tardio, sensivelmente até à 1ª metade do séc. VII d.C. No entanto, alguns vestígios apontam para que esta estação arqueológica seja ainda mais antiga.
Se quiserem visitar ou, pelo menos, passar por lá, ficam já a saber que o local da estação arqueológica está sinalisado e pode ser observado pelo exterior.
O esplendor da Villa é marcado pela relativa abundância de terra sigillata africana, (cerâmica da Época Romana que constitui um dos principais indicadores cronológicos) – o seu nome deriva do selo (sigilum) com que eram  marcadas; pelos pavimentos em mosaico, elementos arquitectónicos e pelos revestimentos das paredes. Atenta-se também uma preocupação em seguir os modelos decorativos, embora com alguma contenção económica.
A área já a descoberto permitiu elaborar a planta do local que inclui um peristilo (espécie de corredor coberto e circundante, aberto lateralmente através de uma ou mais fiadas de colunas, característica típica nos templos gregos) com o respectivo pórtico, pavimento em tijoleira, um espelho de água, um triclinium (sala romana formal de jantar), um espaço ajardinado e um tanque de rega.
         Assim fica a sugestão de visita, para mais informações: tel. 219839600.

  

                                   

publicado por Loures Criativa às 19:18
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 27 de Maio de 2009 às 04:08
após ler alguns dos conteúdos deste blog, fiquei na dúvida se se tratava de um blog de uma municipe interessada, se de um blog da CML.
De qq forma gostaria de relembrar que esta estação arqueológica existe desde pelo menos a decada de 90, assim como o Museu da quinta do conventinho, não vá andar alguém um pouco distraído...

Comentar post

*mais sobre nós

*Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

*pesquisa

 

*recordações

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

*deixa a tua marca


*banda sonora

*links

*tags

* a nossa terra quer

* ambiente

* associativismo

* bucelas

* cidadania

* cine-teatro

* conventinho

* cultura

* cultura popular

* eclodir azul

* emcena

* entrevista

* festa

* fórum

* loures

* loures criativa

* loures.tv

* multiculturalidade

* museus

* portalegre

* projecto

* quinta do conventinho

* rancho

* resumo

* segurança

* sic

* tapeçaria

* teatro

* til

* triângulo

* urbanismo

* todas as tags